Os Segredos da Mente Milionária - T. Harv Eker

Mas é segredo hein, não vai sair espalhando por aí...

Se as coisas não estão dando certo…

“O que nos causa problemas não é o que não sabemos. É o que temos certeza que sabemos e que, no final, não é verdade.” - Mark Twain

Por quê? Bom, em outras palavras, nossas crenças (em várias situações) estão equivocadas ou ultrapassadas, mas não sabemos que o que sabemos é errado, e usamos como guia uma bússola que aponta para o Norte errado. 🧭

Se tudo o que você sabe, o levou até o lugar que você está, sinto ter que te informar, mas esse conhecimento não o fará subir mais degraus no jogo da vida. Para continuar subindo de nível, é necessário abrir mão de algumas das suas velhas crenças e adotar novas. 😉

Em resumo, isso tudo é para te dizer que o livro de hoje é mais sobre “desaprender” do que aprender.


Quem é “T. Harv Eker”?

T. Harv Eker é um empresário, autor e palestrante motivacional. É conhecido por suas teorias sobre riqueza. Sua principal obra, é o best-seller Os Segredos da Mente Milionária – Aprenda A Enriquecer Mudando Seus Conceitos Sobre o Dinheiro (editora Sextante).

Hoje ele preside a Peak Potentials Training, uma das mais bem-sucedidas empresas de treinamento pessoal dos Estados Unidos e no Canadá, responsável pela organização de seminários e cursos sobre os princípios da mente milionária que atraem participantes de todo o mundo.

Introduzindo pelo começo…

INTRODUÇÃO

O resumo de hoje está dividido em duas partes.

  1. O seu modelo de dinheiro

  2. Os arquivos da riqueza

Antes de efetivamente começarmos, preciso dizer muito do que vai ser dito aqui, vai soar ridículo ou até mesmo absurdo, eu afirmo porque foi o que eu pensei quando li certas passagens, mas o Harv já avisa, logo no começo da obra, sobre isso.

O mais importante desse resumo de hoje é que não existe certo ou errado, melhor ou pior. Os princípios trazidos aqui ajudaram o próprio autor e seus milhares de alunos - além de claro, pessoas que leram o livro - e podem lhe ajudar também. Talvez, você já saiba de algumas coisas, mas se você está insatisfeito na posição em que se encontra hoje…

Vem comigo! Que os jogos comecem.

O seu modelo de dinheiro

1ª PARTE

A importância do jogo interno 🤑

Existem “regras” tanto externas, tanto internas, para o dinheiro. As externas dizem respeito a habilidades profissionais, conhecimento comercial, estratégias de investimento, etc. Já as internas - não menos fundamentais - são sobre você e suas crenças, seus modos de pensar, seus hábitos e características.

O foco de hoje é no jogo interno. Não adianta possuir somente um exímio conhecimento das regras externas, sem boas “regras internas” você não vai saber lidar com o dinheiro gerado pelas “externas”. Muito mais do que ter excelentes ferramentas, é necessário saber manuseá-las de maneiras excelentes.

“Os seus rendimentos crescem na mesma medida que você cresce.”

A importância do seu modelo de dinheiro

Você conhece algum ganhador da Mega-Sena? Melhor, você sabe de algum ganhador da Mega-Sena que manteve o dinheiro que ganhou? Não, né?

Bom, acho que já ficou claro o porquê deles não conseguirem manter os ganhos… A maioria das pessoas simplesmente não tem capacidade interna para conquistar e conservar grandes quantidades de dinheiro e para enfrentar os crescentes desafios que a fortuna e o sucesso trazem. É por causa disso que elas não enriquecem.

“A renda que você tem hoje é um reflexo do seu modelo de dinheiro.”

Por outro lado, quando a riqueza é conquistada por meio do esforço, ocorre o contrário. Conhece o Donald Trump? Ele já faliu uma vez, foi dos bilhões aos centavos. Dois anos depois, já tinha ganho mais dinheiro do que ele possuía antes…

  • Raízes > Frutos 🌱

“Se você quer mudar os frutos, primeiro tem que trocar as raízes - quando deseja alterar o que está visível, antes deve modificar o que está invisível.”

Aquilo que não vemos é muito mais importante do que aquilo que vemos, pois o que está embaixo do solo gera o que está em cima dele. O invisível cria o que é visível. Devemos parar de focar nos frutos, pois eles só existem por causa das raízes da árvore.

Em outros termos, os frutos são a riqueza e o dinheiro. Eles vem por consequência das nossas ações, que são baseadas em nossos padrões de pensamento e crenças, que são parte do jogo interno. O foco deve estar direcionado em evoluir o nosso jogo interno, pois a riqueza e o dinheiro serão consequências inevitáveis.

Descobrindo seu modelo de dinheiro 🔎

O modelo de dinheiro é a programação, ou o modo de ser preestabelecido, com relação às finanças. Para descobri-lo, basta aplicar uma simples fórmula chamada Processo de Manifestação.

Programação mental conduz a pensamentos. Pensamentos conduzem a sentimentos. Sentimentos conduzem a ações. Ações conduzem a resultados.

  • Como se forma esse modelo? 👶

A partir da informação ou programação que você recebeu no passado, sobretudo quando era criança. Pais, amigos, figuras de autoridade, professores, líderes, etc. Isso forma o seu condicionamento.

“Então, se todas essas informações e influências estão armazenadas na mente de cada um e ditam seu modelo financeiro, essa programação influencia o meu pensamento?” Jackpot. P ——>P ——> S ——> A = R

Sua programação é estabelecida por meio de três maneiras principais, e daqui pra frente iremos analisar cada um desses três aspectos mais a fundo. Na parte 2, focaremos em te recondicionar para obter riqueza e sucesso.

Primeira influência: programação verbal

Preciso dar exemplos de frases que enxergam o dinheiro como vilão? C’mon, this is Brazil. “Dinheiro não nasce em árvore”, “os ricos são desonestos”, “os ricos ficam cada vez mais ricos e os pobres cada vez mais pobres”… Por aí vai.

“Quando o subconsciente tem que optar entre a lógica e as emoções profundamente enraizadas, as emoções quase sempre vencem.”

Pensa aqui comigo. Se as frases que você ouviu sobre dinheiro quando era criança, são… “contrárias” ao dinheiro, que o dinheiro é malvado, que ser rico é ruim… Como você pretende ter dinheiro no futuro? Não faz sentido! Quando você ganhar uma grande quantia, instintivamente você irá gastar tudo, é pura lógica.

  • Passos para a mudança: programação verbal

    1. Conscientização: você não pode mudar uma coisa que você não reconhece que existe.
    Tarefa: escreva as frases que você ouvia sobre riqueza, quando criança.

    2. Entendimento: compreenda que seu modo de pensar foi moldado por influências externas, reconheça as origens.
    Tarefa: escreva como essas frases afetam seu comportamento em relação ao dinheiro até hoje.

    3. Dissociação: essas crenças refletem seu aprendizado passado, elas vão te levar para onde você quer chegar no futuro? Está em suas mãos.

Segunda influência: exemplos 🐟

“Filho de peixe, peixinho é”. Isso resume bem essa fonte de influência. Como seus pais se relacionavam com o dinheiro deles? O dinheiro era fonte de felicidade ou motivo de discussões? O dinheiro fluía com facilidade ou era suado?

“O fruto não cai longe da árvore”. Em matéria de dinheiro, tendemos a ser idênticos a nossos pais - a um deles em particular ou a combinação dos dois, ou até mesmo o extremo oposto.

“Mesmo que você tenha todo o conhecimento e toda a qualificação do mundo, se o seu modelo não estiver programado para o sucesso, você estará condenado financeiramente.”

Algumas pessoas gastam, pois como dizem: “é muito fácil perder tudo, por isso o melhor é desfrutar o dinheiro enquanto é possível”. Outras, já guardam todo centavo que ganham, por medo dos “dias difíceis”. E nesse ponto, temos a “lei da intenção”.

  • Lei da intenção/Lei da atração/Poder da intenção/Sei lá…

Isso recebe tantos nomes diferentes, que eu chega me perco.🥴

Voltando. Harv acredita veementemente - e reforça no decorrer da obra - o poder da “lei da intenção”, que é aquele raciocínio de que você atrai o que você mais imagina ou faz, e por aí vai. O ponto aqui é: se você guarda dinheiro para os “dias difíceis”, por intervenção da lei da intenção, você obterá exatamente dias difíceis!

Logo, concentre-se em guarda para os dias felizes ou para o dia em que você alcançar a sua liberdade financeira e deixe a lei da intenção atuar.

Zoom-out: só um aviso meu para você que concorda com isso. Existe uma coisa chamada “acaso”, e outra chamada “caos”… Dias difíceis vão acontecer, os dias de luta acontecem. Guarde dinheiro “para seu eu do futuro”, se assim preferir.

  • Os rebeldes 🤘

Lembra que eu falei sobre as pessoas que são o oposto do modelo financeiro de seus pais? Então, isso depende de quanto a pessoa se irritava com os pais.

Claro, se rebelar quando sua família possui um péssimo modelo financeiro é interessante e até recomendável, porém se sua raiva o está distanciando de um excelente modelo financeiro, é melhor parar e reconsiderar.

O problema é que a motivação para enriquecer ou ter sucesso vem de uma raiz negativa, como o medo, raiva ou necessidade de provar algo a si mesmo. Dessa forma, o dinheiro nunca trará felicidade.

Por quê? Porque nenhum desses problemas pode ser resolvido com dinheiro. Por exemplo, O medo vem disfarçado de desejo por segurança, mas a busca pela segurança tem origem na insegurança, cujo fundamento é o próprio medo.

Em resumo, se não formos à raiz da questão e nos livrarmos da raiz, nenhuma quantidade de dinheiro será capaz de nos ajudar.

  • Passos para a mudança: exemplos

    1. Conscientização: reflita sobre o comportamento do seus pais em relação à riqueza e ao dinheiro. Liste por escrito em que aspectos você se considera igual a cada um deles ou o seu oposto.

    2. Entendimento: escreva sobre as consequências desse exemplo em sua vida financeira.

    3. Dissociação: essas crenças refletem seu aprendizado passado, elas vão te levar para onde você quer chegar no futuro? Está em suas mãos.

Terceira influência: episódios específicos 📼

O nome é autoexplicativo. Essas experiências isoladas, porém impactantes, que você teve em relação a dinheiro, riqueza e pessoas ricas.

Por exemplo: quando eu era criança, adorava os bonecos do McLanche Feliz (isso não é um #publi, mas bem que poderia @McDonald’s, rs) porém eu não comia o lanche e só queria o boneco. Para não desperdiçar, minha mãe comia. 😆

Um pouco mais velho (8 anos? Talvez) eu ganhava uma graninha de meu avô… Com isso, chegou um dia - o fatídico dia - que quando pedi para irmos ao Mc, minha mãe virou pra mim e disse: “Ok, só se você pagar com sua mesada”... Esse foi o fim da minha coleção de bonecos. 😓 True story.

  • Modelos e relacionamentos

Estudos apontam que a causa mais frequente das separações e divórcios é… 🥁🥁🥁🥁🥁 dinheiro. O principal motivador das brigas não é o dinheiro, mas o modelo financeiro divergente do casal, namorados e até mesmo sócios. O fundamental é compreender que você está lidando com os modelos, não com o dinheiro.

Dessa forma, você está tratando as raízes e não o fruto. Além disso, você pode conversar abertamente com seu parceiro(a) sobre as histórias envolvendo dinheiro que vocês tem na memória. Descobrir o que o dinheiro significa para ambos também é válido, pois irá revelar o porquê de certos comportamentos.

  • Passos para a mudança: episódios específicos

  1. Conscientização: reflita sobre um episódio emocional sobre dinheiro que você tenha vivido quando criança. (Banco Imobiliário não conta.)

  2. Entendimento: escreva sobre as consequências desse episódio específico em sua vida financeira.

  3. Dissociação: essas crenças refletem seu aprendizado passado, elas vão te levar para onde você quer chegar no futuro? Está em suas mãos.

O que está programando o seu modelo?

Python ou VBA? 🤔

Agora é hora de entender o seu modelo financeiro. Você está programado para ter uma renda baixa, média ou alta? Sabia que existem quantidades de dinheiro que a maioria das pessoas está programada para receber?

O importante aqui é se você está atingindo o seu pleno potencial financeiro ou não. Você está programado para economizar dinheiro ou gastá-lo? Para administrá-lo bem ou mal? Todas essas perguntas revelarão o seu condicionamento atual.

“O sucesso do seu negócio depende do seu modelo de dinheiro.”

Para descobrir a sua programação… Analise seus resultados, sua conta bancária, a sua renda, o seu patrimônio líquido, o êxito dos seus investimentos, se você administra bem suas finanças.

“A única maneira de modificar permanentemente o seu nível de sucesso financeiro é reiniciar o seu modelo de dinheiro.”

  • A conscientização 😲

Para conseguir reiniciar, é necessário conscientização. Então faça os exercícios propostos acima, faça uma autoanálise, observe suas reações e emoções quando está falando de dinheiro. Estude-se.

Estando consciente, cabe a você escolher renunciar qualquer conceito que não o ajude a conquistar a riqueza e substituí-lo por outros que façam isso.

Suas crenças não são você. Por mais preciosas que pareçam, não tem mais importância e significado do que aqueles que você lhes confere. Nada tem significado, exceto aquele que nós mesmos atribuímos às coisas. (Reflexão estoica? 😏).

Break: aquele momento em que você relaxa, bebe uma água, anda um pouco e reabastece sua xícara de café (puro, sem sombras de dúvidas). Agora, vamos para a parte 2, a etapa final da mudança: o recondicionamento.

Os arquivos de riqueza

2ª PARTE

Pode salvar no Drive ou iCloud? 🙃

A 1ª parte do resumo foi somente um aquecimento. A 2ª parte é o núcleo do livro, onde serão detalhadas 17 formas de pensar que distinguem os ricos das outras pessoas.

No final de alguns arquivos, terão tarefas a serem feitas. Nós somos criaturas de hábitos e fundamentalmente existem dois tipos de hábito: tudo o que você não está fazendo neste momento você tem o hábito de não fazer. A única maneira de mudar isso é fazer.

Arquivo n°01 📁

As pessoas ricas acreditam na seguinte ideia: "eu crio minha vida.”

As pessoas de mentalidade pobre acreditam na seguinte ideia: "Na minha vida, as coisas acontecem.”

Em outras palavras, você controla sua vida ou deixa os outros controlarem por você?

“Você precisa acreditar que é você mesmo quem conquista o seu próprio êxito, que é você mesmo quem promove a sua própria mediocridade e que é você mesmo quem estabelece a sua própria batalha pelo dinheiro e pelo sucesso. Consciente ou inconscientemente, sempre se trata de você.”

As pessoas de mentalidade pobre se colocam no papel de vítimas. Sim, elas “se colocam”, pois no final do dia, ninguém é vítima. O que acontece em sua vida - tirando a ação do acaso e do caos - é resultado de suas escolhas, ou a ausência delas.

“E como saber quando alguém está se fazendo de vítima?” Aqui vão três pistas:

  1. A culpa é do outro 👉👆👇

  2. Sempre há uma justificativa 🙄

  3. Vive se queixando 😩

  • Ações da mente milionária 💥

  1. Fique por 7 dias seguidos sem se queixar. Tanto em voz alta, tanto na sua mente.

  2. Faça um “controle”. No final do dia, anote as situações positivas e negativas que aconteceram e coloque como você criou cada uma delas. Se alguma envolveu mais pessoas, coloque qual foi o seu papel na criação da situação.

Arquivo n°02 📁

As pessoas ricas entram no jogo do dinheiro para ganhar. 🏆

As pessoas de mentalidade pobre entram no jogo do dinheiro para não perder.

Imagine que você é um técnico de futebol. Se o seu time jogar somente na defensiva, você irá ganhar a partida? Provavelmente não. Essa é a forma que a maioria das pessoas de mentalidade pobre joga o jogo do dinheiro. O seu objetivo é segurança e “o suficiente para pagar as contas”.

As pessoas de classe média já dão um passo a mais, o conforto. Pena que é um passo pequeno. Nesse objetivo, você consegue ir para alguns restaurantes bons, mas sempre preocupado com o lado direito do cardápio… O lado do preço.

Já as que possuem o objetivo “abundância”, seguem o ditado popular: “Se você atirar nas estrelas, atingirá pelo menos a Lua.” Logo, elas se esforçam para enriquecer e assim alcançar uma situação ricamente confortável.

Em resumo, se você limitar sua visão não vai conseguir ultrapassá-la.

  • Ação da mente milionária

  1. Vá a um restaurante sofisticado e peça um prato caro sem perguntar quanto custa. (Caso esteja mal das pernas, é aceitável dividir.) Obs.: Frango não vale.

Arquivo n°03 📁

As pessoas ricas assumem o compromisso de serem ricas.

As pessoas de mentalidade pobre gostariam de ser ricas.

Pergunte às pessoas se elas gostariam de ser ricas. Provavelmente, a maioria vai te responder - carinhosamente - assim: “Tá maluco? É claro!”. Então, o problema é que a maioria das pessoas possuem arquivos de riqueza negativos. Eu já falei sobre isso em “primeira influência: programação verbal”.

“O principal motivo que impede a maioria das pessoas de conseguir o que quer é não saber o que quer.”

O papo de “seja definido” já apareceu em 3 resumos (isso se eu não perdi as contas), espero que você já tenha pegado a visão. Os ricos não têm dúvida que eles almejam fazer fortuna, farão tudo dentro do possível, legal e aceitável para alcançar seu desejo inabalável.

Arquivo n°04 📁

As pessoas ricas pensam grande.

As pessoas de mentalidade pobre pensam pequeno.

Lei dos rendimentos: a sua remuneração se dará na proporção direta do valor que você agregar, de acordo com o mercado.

O principal termo dessa lei é valor. Para determinar qual é o seu valor, o mercado se utiliza de quatro fatores: oferta, demanda, qualidade e quantidade. Sendo que quantidade é o fator mais difícil, e diz respeito a: quantas pessoas você impacta ou atinge?

Pensar grande é fundamental. Já falamos sobre isso, nesse resumo aqui (tópico 5, parte 1). 😉

  • Ações da mente milionária 💥

  1. Faça um brainstorming com algumas pessoas do seu trabalho e busque uma maneira de resolver os problemas de 10x mais pessoas do que sua base atual de clientes, busque ao menos 3 estratégias.

Arquivo n°05 📁

As pessoas ricas vêem oportunidades.

As pessoas de mentalidade pobre vêem obstáculos.

As pessoas ricas reconhecem a oportunidade, o potencial de crescimento e a remuneração. Já as de mentalidade pobre enxergam somente obstáculos, potenciais de perda e riscos.

É válido destacar que disposição para arriscar é diferente de disposição a perder. As pessoas ricas correm riscos calculados, elas pesquisam, estudam e analisam cada cenário antes de tomar uma decisão. Um processo rápido, pois os ricos sabem que não há como ter todas as informações antes de fazer uma escolha.

Arquivo n°06 📁

As pessoas ricas admiram outros indivíduos ricos e bem-sucedidos.

Já as pessoas de mentalidade pobre guardam ressentimento.

É simples. Para quê sentir inveja do outro? Você somente se sentirá pior consigo mesmo. A questão é que: se você se ressente de algo que outras pessoas possuem, você não irá possuir. (Já falei sobre isso…).

Já diria Jordan Peterson: “Compare-se com quem você era ontem, não com quem outra pessoa é hoje.”

  • Ação da mente milionária 💥

  1. A sabedoria Huna provém dos sábios do Havaí. Uma de suas filosofias é “abençoe aquilo que você deseja”. Viu um carrão na rua? Abençoe o dono.

Arquivo n°07 📁

As pessoas ricas buscam a companhia de indivíduos positivos e bem-sucedidos.

As pessoas de mentalidade pobre buscam a companhia de indivíduos negativos e fracassados.

“Você é a média das 5 pessoas com quem mais convive”. Acredito que você já esteja cansado de ouvir essa frase, but it’s true. Pessoas ricas observam outras pessoas bem-sucedidas para se motivar: “Se elas conseguem, eu também consigo!". No final do dia, somos todos humanos.

Vale a pena observar que as pessoas de mentalidade pobre, buscam indivíduos negativos por mera questão de conforto. Lógico! Se todos os ao redor dele também são medíocres, ele não precisa se preocupar em melhorar.

Arquivo n°08 📁

As pessoas ricas gostam de se promover.

As pessoas de mentalidade pobre não apreciam vendas nem autopromoção.

Moramos no Brasil, aonde dizer que você é bom para c4a4rlho em algo, é ser “desumilde”, “arrogante, “presunçoso”, e por aí vai. Porém, pensa aqui comigo, como alguém vai aumentar a receita do próprio negócio, se não está disposto a divulgar sua empresa para outras pessoas?

Claro, há uma linha muito tênue entre a autopromoção e a arrogância. É necessário saber dosar e escolher quando e o que falar. E o fundamental aqui é o por que de você precisar se autopromover. Se você não vender seu próprio peixe, uma vez ou outra alguém o fará. (mas isso não é o suficiente.)

A autopromoção tem relação com a sua percepção de seu próprio valor (ou do seu negócio/produto). Afinal, se o seu produto for extremamente valioso e útil para as pessoas ao seu redor, porque você vai escondê-lo?

Arquivo n°09 📁

As pessoas ricas são maiores que seus problemas.

As pessoas de mentalidade pobre são menores do que os seus problemas.

É evidente que o processo de enriquecimento não é fácil. É um caminho com obstáculos e - de vez em quando - desconfortável. E é por isso que as pessoas de mentalidade pobre não alcançam o sucesso, pois possuem aversão ao risco.

“O segredo do sucesso não é tentar evitar os problemas nem se esquivar ou se livrar deles, mas crescer pessoalmente para se tornar maior do que qualquer adversidade.”

Entretanto, já reparou que os problemas sempre vão existir? Então a questão não é a existência de problemas, mas o seu tamanho em relação a eles. Se você está enfrentando um “grande” problema, isso significa que você está uma pessoa pequena.

E os problemas vem justamente com esse intuito: nos forçar a nos tornamos pessoas melhores, nos tirar da inércia. Além disso, a diferença do rico para a mentalidade pobre é: o rico foca na solução, já a pessoa de mentalidade pobre fica se queixando.

Arquivo n°10 📁

As pessoas ricas são excelentes recebedoras.

As pessoas de mentalidade pobre são péssimas recebedoras.

Essa é uma das principais causas que impedem as pessoas de alcançarem o sucesso: não saberem receber.

Existem várias razões para isso, e a primeiro é que a pessoa não se sente digna ou recebedora. Muitos de nós traz o fator punição em nossas mentes, que diz que ao cometermos um erro (por menor que seja) seremos punidos. Esse condicionamento está impregnado em nossas mentes.

É necessário você acreditar que você é merecedor, afinal ninguém te colocou esse rótulo, foi você mesmo. É um ponto de vista completamente seu e - a partir de agora - está em suas mãos ser merecedor ou não.

A percepção de merecimento também influencia em quanto você ganha. Se uma pessoa de mentalidade pobre trabalha e se esforça tanto, mas não acredita que mereça receber um alto valor em troca, quem vai acreditar?

Agora, ações para lhe tornar um melhor recebedor(a).

  • Ações da mente milionária 💥

  1. Ao receber um elogio por qualquer motivo, diga apenas: “Obrigado”. Assim você mostra que aceitou o elogio da outra pessoa e ainda fica alegre pelo elogio recebido. Você - provavelmente - terá oportunidades de elogiá-la de volta.

  2. Trate-se com carinho. No mínimo uma vez por mês faça algo que lhe faça te sentir merecedor: ir a um restaurante chique, viajar, alugar um quarto em um hotel top, seja criativo.

Arquivo n°11 📁

As pessoas ricas preferem ser remuneradas por seus resultados.

As pessoas de mentalidade pobre preferem ser remuneradas pelo tempo que despendem.

Lembra que as pessoas de mentalidade pobre buscam a segurança? That’s it. Não tem nenhum problema em buscar um contracheque estável todo mês, o problema é quando ele limita o seu potencial de ganhos - e ele geralmente interfere.

No mundo financeiro, as recompensas são proporcionais aos riscos. Por isso, os ricos preferem ações da empresas, participação nos lucros e outras formas de remuneração. Os ricos acreditam em si mesmos. Creem no seu valor e na capacidade de agregá-lo ao mercado.

“Nunca estabeleça um teto para os seus rendimentos.”

Ao trocarem as suas horas trabalhadas pelo salário, as pessoas de mentalidade pobre limitam seus rendimentos. É claro! Se o dia possui 24h, como eles vão conseguir ganhar mais?

Arquivo n°12 📁

As pessoas ricas pensam: “Posso ter as duas coisas.”

As pessoas de mentalidade pobre pensam: “Posso ter uma coisa ou outra.”

Claro que não se pode - efetivamente - ter tudo, mas talvez seja possível conseguir tudo que você almeja. As pessoas de mentalidade pobre se limitam a buscar uma coisa ou outra, mas isso é péssimo. Lembre-se: nunca estabeleça um teto para os seus rendimentos. Isso se aplica também a outras áreas de sua vida.

Ao buscar ter as duas coisas, você no mínimo vai conseguir uma das coisas. A tendência é você conseguir uma e algo a mais, o que é melhor do que se limitar e buscar uma só.

Arquivo n°13 📁

As pessoas ricas focalizam o seu patrimônio líquido.

As pessoas de mentalidade pobre focalizam o seu rendimento mensal.

Em ambientes de riqueza, não se pergunta “quanto você ganha?”, mas sim “qual o seu patrimônio atual?”. A verdadeira medida da riqueza é o patrimônio líquido, e não os rendimentos. Se engana quem pensa que os ricos possuem todo o seu dinheiro na conta do banco.

Estes são os 4 pilares para aumentar o seu patrimônio líquido: Aumente seus rendimentos, engorde seu caixa, eleve o retorno dos seus investimentos e diminua os seus gastos pessoais.

Arquivo n°14 📁

As pessoas ricas administram bem o seu dinheiro.

As pessoas de mentalidade pobre administram mal o seu dinheiro.

Os ricos não são - necessariamente - mais inteligentes que as pessoas de mentalidade pobre, quando o assunto é dinheiro, eles possuem somente hábitos diferentes e mais positivos em relação as próprias finanças.

Muitas pessoas dizem: “quando eu tiver muito dinheiro, irei administrá-lo corretamente.”, mas sequer administram a pequena quantia que possuem! Se não conseguem lidar com algo pequeno, como esperam lidar com algo maior e mais complexo?

Arquivo n°15 📁

As pessoas ricas põem seu dinheiro para dar duro para elas.

As pessoas de mentalidade pobre dão duro pelo seu dinheiro.

Lembra do primeiro pilar do patrimônio líquido? Rendimentos. Então, as pessoas ricas buscam colocar seu rendimentos de maneira passiva, para que assim consigam acumular várias fontes de rendimento e ganhar cada vez mais.

A meta do jogo do dinheiro é nunca mais ter que trabalhar, a não ser que seja por opção, mas nunca por necessidade. É conseguir uma quantia de renda passiva que cubra os seus gastos mensais e um pouco mais.

A ideia aqui é fazer o seu dinheiro trabalhar por você o quanto (ou mais) você trabalha para ele. Para isso, é necessário gastar menos, investir melhor e pensar no longo prazo.

Arquivo n°16 📁

As pessoas ricas agem apesar do medo.

As pessoas de mentalidade pobre deixam-se paralisar pelo medo.

Sem ação não existe resultado. O problema, é que muitas pessoas sabem disso, mas permanecem na inércia. Por quê? Bom, por conta do medo.

Seja corajoso! E coragem não é a ausência do medo, é seguir em frente mesmo com medo. No final do dia, todos nós temos preocupações, medos, inseguranças e incertezas, o diferencial é se você consegue arrastar isso tudo enquanto segue em frente. O medo te limita e lhe deixa na famosa “zona de conforto”.

E você já ouviu diversas vezes: o crescimento acontece somente fora da zona de conforto. O que é certo. E não, não vou encher seu saco explicando sobre isso, pois você já sabe. 😉

Arquivo n°17 📁

As pessoas ricas aprendem e se aprimoram o tempo todo.

As pessoas de mentalidade pobre acreditam que já sabem tudo.

Preciso falar algo? Sim, mas é sério mesmo?

Já dizia Sócrates: “Só sei que nada sei”. Quando estamos na jornada rumo a riqueza, ou você está certo ou você é rico, ao dizer “certo” o Harv se refere aos seus velhos modos de pensar, suas crenças antigas que são negativas em relação a riqueza e por aí vai.

É claro que é necessário aprender constantemente. Uma das frases mais perigosas do português é: “eu já sei”, pois isso limita você a aprender novos conceitos, assuntos a vivenciar novas experiências. Se você não cresce, está morrendo.

“Todo mestre já foi um desastre.”

É necessário que você seja corajoso o suficiente para ser ruim em algo novo, pois isso faz parte do processo. Não tenha medo de reconhecer que não sabe algo, ninguém nasce pronto. O sucesso é algo que se aprende, caramba.

Eu tenho uma mente milionária!

Isso é o que o Harv diz o livro todo, para falarmos em voz alta, com o objetivo do universo ouvir nossa fala e enviar dinheiro para nós. E você, tem uma mente milionária?

Se gostou do livro de hoje, clique aqui para adquiri-lo!


  • Contagem - Se você leu todos os resumos da easy books…

Parabéns! Você já economizou R$ 571,80.🤝

Expandindo…

Não, hoje não teremos expandindo… Vá aplicar os conhecimentos do livro!

easy books 📚

leia 30 dias em 20 minutos.

A easy books é uma newsletter semanal e gratuita, que tem como missão empoderar as pessoas com conhecimento a partir de resumos de livros de negócios e desenvolvimento. Transformamos a sua leitura em algo moderno, divertido e criativo, agora não tem desculpa para não desenvolver o hábito da leitura.

Todo domingo na caixa de entrada do seu e-mail. Sem enrolação, só negócios.

Te vejo no próximo domingo!

⚠️ Preste atenção, nem sempre chegamos na página principal do seu e-mail. Então se isso acontecer está tudo certo, você só precisa procurar em spam ou promoções.